Fecho das urgências pode sentar o Estado no banco dos réus. Há direitos e deveres a serem violados
Justica Sem Codigos
Fecho das urgências pode sentar o Estado no banco dos réus. Há direitos e deveres a serem violados
00:00 / 58:05