As imagens inventadas da Independência, com Lilia Schwarcz

View descriptionShare

Expresso Ilustrada

No fim das tardes de quinta-feira, sempre às 16h, você vai escutar um programa com as principais histórias e notícias do mundo das artes. O Expresso I 
185 clip(s)
Loading playlist

O que vem na cabeça quando você lê "Independência do Brasil"? Pode ser que você se lembre do Hino Nacional, com versos sobre o brado retumbante de um povo heroico que foi ouvido às margens do rio Ipiranga, ou na própria bandeira do Brasil.

Mas é muito provável que você também pense em "Independência ou morte!", quadro que Pedro Américo pintou em 1888 e que aparece em tudo quanto é livro didático de História.

O grito do Ipiranga, aparece como um ato heroico nessa tela, que está no Salão Nobre do Museu do Ipiranga, em São Paulo. Dom Pedro 1º é um homem jovem com uma espada em punho e que, de cima do cavalo, num monte, dá o tal do grito de liberdade do país. Mas para dar essa cara de herói para o príncipe, Pedro Américo desviou, e muito, do fato real.

Em 2022, com o 7 de setembro se aproximando, a figura do imperador voltou a aparecer nas notícias com a chegada do coração de dom Pedro como parte das comemorações dos 200 anos da data promovidas pelo governo Bolsonaro.

O Expresso Ilustrada entrevista a historiadora Lilia Schwarcz, que acaba de lançar o livro "O Sequestro da Independência: Uma História da Construção do Mito do Sete de Setembro" em parceria com Lúcia Klück Stumpf e Carlos Lima Junior.

Schwarcz conta como a iconografia e a mitologia do sete de setembro foram construídas e explica por que essas obras que ganharam o status de documento não necessariamente são um retrato fiel do que aconteceu.

 

  • Facebook
  • Twitter
  • WhatsApp
  • Email
  • Download

In 1 playlist(s)

  1. Expresso Ilustrada

    185 clip(s)

Expresso Ilustrada

No fim das tardes de quinta-feira, sempre às 16h, você vai escutar um programa com as principais his 
Follow podcast
Recent clips
Browse 185 clip(s)